quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

Filho Preferido

"Certa vez perguntaram a uma mãe qual era o seu filho preferido, aquele que ela mais amava.
E, ela deixando entrever um sorriso respondeu:

"Nada é mais volúvel que um coração de mãe. E como mãe eu respondo:
O filho preferido o que mais amo é aquele a quem me dedico de corpo e alma.

É o meu filho doente, até que sare.
O que partiu, até que volte.
O que está cansado, até que descanse.
O que está com fome, até que se alimente.
O que está com sede, até que beba.
O que está estudando, até que aprenda.
O que está nu, até que se vista.
O que não trabalha, até que se empregue.
O que namora, até que se case.
O que casa, até que conviva.
O que é pai, até que os crie.
O que prometeu, até que cumpra.
O que deve, até que pague.
O que chora, até que se cale.

E já com o semblante bem distante daquele sorriso, completou:

O que já me deixou, até que eu o reencontre.

AMO TODOS POR IGUAL INTENSAMENTE.
O PREFERIDO É AQUELE QUE, NO MOMENTO, ESTÁ PRECISANDO DE MAIOR CARINHO E ATENÇÃO.

Meus filhos... Meu maior orgulho."

Autor: Desconhecido.

2 comentários:

Tite disse...

Fala a sabedoria.

Não há filhos favoritos. Há filhos mais necessitados de atenção do que outros. E a roda toca a todos.

Beijos

Tite disse...

Janeca,

Já podes espreitar o "new look" da Tité no Mamariso.

Espero que gostes

Jokas